Travel Tips Salvatur


Bariloche

Compartilhar:

Informações Gerais

  • DDI: Argentina (54) Bariloche (2944)
  • Informações turísticas: www.bariloche.gov.ar
  • Consulado brasileiro mais próximo:
  • Hora local: (GMT-3)
  • Melhor época: As estações do ano são bem definidas. Assim ao fazer a mala é bom ter em mente que os meses de verão são bastante quentes e úmidos, com temperatura variando entre 22° e 33°. No verão as chuvas são comuns e no inverno faz frio e venta muito com temperatura variando entre 3° e 14°.A primavera e o outono são amenos e a temperatura nessas épocas do ano varia entre a mínima de 13° e a máxima de 22°.

Produtos Relacionados


Quer saber mais sobre Barcelona? Solicite agora mesmo um orçamento para um consultor, clique aqui.

Posts Relacionados


Nenhum Post relacionado!

Sky em Bariloche

Chegar

De avião:

Localizado a apenas 14 quilômetros da cidade, encontra-se o Aeroporto Internacional Bariloche, que recebe a todos os passageiros que chegam de avião.A ele arribam diariamente vôos procedentes do Chile, e de cidades como Buenos Aires, Ushuaia e El Calafate, entre outras.

Você pode optar entre várias companhias aéreas, as mais freqüentes são: Aerolíneas Argentinas, American Falcon Air e Southern Winds.

Trem Histórico a vapor de Bariloche

A estrela deste trem turístico é a máquina escocesa a vapor de 1912; arrasta cinco vagões, um deles está destinado ao serviço VIP, com sala de estar, banheira e aquecedor a lenha. Enquanto que a classe turística conserva seus bancos de madeira estofados e as ferragens originais nas janelas.

O trem sai da cidade de San Carlos de Bariloche, na província de Río Negro, e tem como destino final a cidade de Perito Moreno, em pleno coração da meseta de Río Negro. O passeio, que dura cinco horas, inclui várias paradas nas quais os turistas podem admirar a paisagem e tirar fotos.

Depois de sair da estação principal e percorrer a zona próxima ao lago Nahuel Huapi, e após atravessar o rio Ñirihuau, o trem entra no estepe patagônico.

Ao chegar à estação Ñirihuau, os turistas podem descer e admirar a lindíssima paisagem dos cerros Catedral, Tronador e Capilla. No final do percurso, é possível visitar as instalações da estação Perito Moreno (Los Juncos) construída na década de 30.

Trem do Fim do Mundo

Também chamado Ferrocarril Austral Fueguino, começa seu trajeto na periferia de Ushuaia, a cidade mais austral do mundo. O trem penetra no Parque Nacional Tierra del Fuego, único por suas espécies vegetais sub-antárticas e que tem a particularidade de combinar litoral, bosques e montanhas. A Estação do Fim do Mundo é a estação terminal desta ferrovia e está perto do Vale do Rio Pipo.

A história deste trem está unida à própria história de Ushuaia e à da prisão que foi construída nesta cidade no começo do século passado, com a finalidade de manter ali os presos mais perigosos.

Para transportar os materiais utilizados pelos prisioneiros para construir a prisão, foi habilitado um trem que percorria as vias "Decauville", com uma bitola de 60 centímetros.

O trem penetrava na zona de bosques, onde os presos extraíam a madeira necessária para construir a prisão e abastecer de lenha o presídio durante todo o ano.

Durante duas décadas, o trem avançou sobre a parte oriental do Monte Susana e, quando as locomotivas originais já não puderam chegar até as zonas mais elevadas desse setor, o ramal continuou pelo centro do vale do Rio Pipo, penetrando, mais tarde, na área que hoje pertence ao Parque Nacional Tierra del Fuego.

Em 1947 a prisão foi fechada e poucos anos depois o "Trem dos Presos" deixou de circular. Mas em 1994 o velho trem voltou a funcionar.

Depois de sair da Estação do Fim do Mundo, o trem passa pelo Canhadão do Toro, e atravessa o Rio Pipo sobre a Ponte Queimada, onde o turista pode observar as ruínas da velha ponte de madeira. Mais adiante pára na Estação Cascada de la Macarena, onde se pode ver a reconstrução de um assentamento de uma das tribos indígenas que habitavam nesta região: os Yámanas.

Depois o trem entra no bosque sub-antártico, um dos poucos existentes no mundo. Após passar ao lado de uma turfeira (um tipo de solo de Tierra del Fuego sobre o qual se desenvolve o musgo shangum) o trem chega à estação Parque Nacional.Os vagões deste trem possuem aquecimento e enormes janelas.

São cinco vagões de classe turista de linha nova, dez vagões classe turista de linha tradicional, quatro vagões de primeira classe linha tradicional, e um vagão presidencial.

A Trochita

Também chamado "Velho Expresso Patagônico", é o único no seu tipo de bitola super econômica de 0,75 metros e uma das principais atrações turísticas da Comarca dos Alerces (em Chubut).

Com sua locomotiva a vapor dos anos 20, e seus vagões de madeira com aquecedores a lenha ou “salamandras”, atravessa uma típica paisagem patagônica da província de Chubut onde o trem pára para se abastecer de água. A excursão mais habitual é a que começa na estação da cidade de Esquel e passeia pelos vales e estepes patagônicos até chegar à estação de Nahuel Pan, a uns 20 km de distância.

Ali se encontra uma comunidade indígena do povo mapuche. O trem pára e os passageiros podem descer, visitar as lojas de artesanatos e o Museu de Culturas Originárias onde se pode aprender sobre os povos que habitavam nestas terras.Outro trajeto, mais longo, já que percorre 165 km, é o que abrange El Maitén-Nahuel Pan e Esquel.

Ovelhas, manadas de guanacos e emas, saem ao encontro da Trochita. Em El Maitén, além de funcionar a oficina onde são realizadas artesanalmente as peças de reposição que já não se fabricam industrialmente, os depósitos foram transformados no Museu Ferroviário, com um bar e área de serviços.

Locomoção na cidade

Para se locomover em Bariloche, você terá que contratar ou táxis ou remises, os táxis são um pouco caros, devido as oscilações constantes do dólar, os remises, são carros bem mais confortáveis que os táxis e cobram por passe1, você estará fazendo uma boa economia se optar por eles. Os hotéis oferecem tours para vários pontos, veja se lhe interessa algum e feche com eles, sai mais barato do que contratar o serviço de um transporte sem guia. Agora se for alugar um carro, não se esqueça de comprar talões de estacionamento, que lhe dá o direito de estacionar nas ruas do centro, cada folha custa U$1e dá direito a 1 hora. Exemplo de custos: Ir à Vila Catedral custa U$25. Procure- os nas recepções dos hotéis.

Informações Turísticas – Emprotur (fone 42-2484 ou Secretaria de Turismo fone 42-3022), ou pelo site: www.guiabusch.com

Atrações turísticas

  • Centro Cívico: É um dos lugares mais bonitos do centro. Monumento Histórico Nacional, seus edifícios em estilo medieval estão localizados em torno de uma pequena praça. Inaugurado em 1934 ,ali se encontram: a Prefeitura, a Secretaria Municipal de Turismo, Polícia Local, Museu da Patagônia e Biblioteca Sarmiento. Não deixe de tirar fotos de ótima qualidade com os cães São Bernardo e seus filhotes que ficam por ali.
  • Museo de la Patagônia: Localizado no Centro Cívico, apresenta salas de Ciência Natural, Etnografia, Pré-história, História Regional e local. Bem interessante, mostra a história de Bariloche, artigos indígenas, com importante acervo e interessntes exposições temporárias. De 2ª à sábado das 10 às 13:00 hs. - 3ª e 5ª das 10 às 12:30 hs, e das 14:00 às 19:00 hs. Grátis para menores de12 anos.
  • Museo Paleontológico: Exibe interessantes mostras de matriais provenientes de diferentes períodos geológicos, além de aranhas gigantes e outras curiosidades. Fósseis impressionantes de 300 milhões de anos, até o esqueleto de um dinossauro de 1,50m, que viveu há 90 milhões de anos atrás...bom para aprender! Aberto de 2ª à sábado das 16 às 19hs, entrada livre. (O end. Av. 12 de Octubre com Sarmiento próximo ao Lago Nahuel Huapi) .
  • Rincón Patagónico: Em amplos espaços com fogueiras no chão (o assador típico argentino), serve parrilladas com diversos acompanhamentos. Restaurante concorrido, na alta temporada. Av. Bustillo, km 14.
  • El Boliche de Alberto: Carnes fartas a preços módicos, acompanhadas de batatas fritas e saladas. A clientela decora a casa com bilhetes de agradecimento pela experiência gastronômica. Na Villegas 347.
  • Hasta Que Llegue el Tren: Cozinha de autor para especialidades da Patagônia , entre elas filé de truta com manga, strudel de legumes e spatzle de tomates defumados. Na estação de trens, av. 12 de Octubre 2.400.

Compras

  • Calle Mitre: Passeio obrigatório para o turista, é o "point" da cidade. Mil lojas de casacos, moletons, artigos de ski, anoraks, chocolates, lembranças, restaurantes, cachecóis, luvas, gorros, casacos de pele, presentes, mais chocolates, botas, recuerdos de madeira, peças de alpaca, lanchonetes, etc. É a rua principal, onde todo mundo passa. Possui também farmácia e supermercado.
  • Fenoglio e del Turista: Uma loja tradicional e criadora do chocolate mais típico da cidade, que imita tronco de árbore. Fica no centro
  • Rapa Nui: A loja de chocolate mais chique da cidade. Fica na Mitre, 202.
  • Galeria Austral: Várias lojas. Fica na Mitre, 125.
  • Meli Hué: Perfumaria. Km 24,7 do Circuito Chico (fone 44-8029).
  • Chrisol: Produz e vende cashemeres.Fica na Mitre, 150 (fone 43-4611).
  • Teamline Camperas: Fábrica de casacos impermeáveis para neve. Na Mitre, 77 .
  • Giovi: Cashmere a preços justos. Galeria Austral.
  • Fitz Roy: Oferta de cashmere.Localiza-se na Mitre, 18, perto do Centro Cívico.
  • Galeria del Sol: Várias lojas que vendem casaco de couro de qualidade. Fica na Bartolomeu Mitre.
  • Arbol: Fica na Mitre, 263 (fone 42-3032)
  • Bari: Chocolate caseiros. Fica na Mitre, 331 (fone 42-2305).
  • Abuela Goye: Chocolates caseiros. Fica na Mitre, 258 (fone 43-3861.
  • Nota: As compras com cartão de crédito sobem 10%.

Alimentação

Casa de Chá

  • Chalet Suisse: Av. San Martín 630;
  • La Alpina: Av.Moreno 98;
  • La Casa del Bosque: Av.Bustillo, km 4,5;
  • La Rosellana: Av.Bustillo 16380;
  • Telefones: (+54 2944) 448656 (+54 2944) 448656, Site: http://www.larosellana.com.ar;
  • Llao Llao Club House: Hotel Llao Llao, Av.Bustillo 25500Site: http://www.llaollao.com.ar;
  • Mamuschka: Mitre 298 (esquina Rolando)Site: http://www.mamuschka.com;
  • Mondella: Angel Gallardo 35;

Chocolateria

  • Abuela Goye: Quaglia 221 Telefones: (+54 2944) 433861 (+54 2944) 433861, site: http://www.abuelagoye.com.ar;
  • Del Turista: Av. Mitre 239 Telefones: (+54 2944) 422595 (+54 2944) 422595 / 425744, site: http://www.chocolatesdelturista.com;
  • Mamuschka: Mitre esquina RolandoTelefones: (+56 2944) 423294 Site: http://www.mamuschka.com/ ;
  • Rapa Nuí: Mitre 202 Telefones: Site: http://www.chocolatesrapanui.com.ar ;

Fábrica de Cerveja Artesanal

  • Antares: Elflein 47;
  • Blest: Bustillo 11,600;
  • La Cruz: Nilpi 789, Altura Avda. Bustillo km 6.1;
  • Manush: Av Jardín Botanico 1959;
  • Prosit: Caiquen 6217;
  • Yeska: Don Bosco 848;
  • Parrillas: A 4 Léguas Av. Bustillo - Km. 20.900;
  • El Boliche de Alberto: Villegas 347 / Av. Bustillo 8800 Telefones: (+54 2944) 431433 (+54 2944) 431433 / 462285 Site: http://www.elbolichedealberto.com;
  • El Patacón: Av. Bustillo - Km. 7Telefones: (+54 2944) 442898 (+54 2944) 442898 / 442800, site: http://www.elpatacon.com;
  • La Argentina: Palacios 127;
  • La Parrilla de Julián: Av. San Martín 590;
  • Rincón Patagonico: Av. Bustillo - Km. 14 Telefones: (+54 2944) 463063 (+54 2944) 463063, site: http://www.rinconpatagonico.com;

Pizzarias

  • Brava by Europa: Palacios 149;
  • El Mundo: Mitre 759;
  • Friend's: Mitre y Rolando;
  • La Andina: Elflein 95;
  • Malal: Av. Bustillo - Km. 12.450;

Pubs

  • Antares: Elflein 47;
  • Pilgrim:Palacios 167 Telefones: (+54 2944) 421686 (+54 2944) 421686 Site: http://www.pilgrim.com.ar;
  • Tequila: España 415;
  • Trapalanda: España 322;
  • Wilkenny Irish Pub: San Martín 435 Telefones: (+54 2944) 424444 (+54 2944) 424444, site: http://www.wilkennybariloche.com.ar/;

Restaurantes

  • Batistín: Avda. Bustillo Km. 2,600 Telefones: (+54 2944) 523523 (+54 2944) 523523 Site: http://www.villahuinid.com.ar/;
  • Blest: Bustillo Km 11,600;
  • Butterfly: Hua Huan 7831 ( Bustillo km 7,8 ), Playa BonitaTelefones: (+54 2944) 461441 (+54 2944) 461441 / 1520-3091 Site: http://www.butterflypatagonia.com.ar/;
  • Casita Suiza: Quaglia 342 Telefones: (+54 2944) 426111 (+54 2944) 426111 Site: http://www.casitasuiza.com;
  • Cassis: Lago Gutiérrez, Peñon de Arelauquen - Ruta 82 Telefones: (+54 2944) 476 167 (+54 2944) 476 167, site: http://www.cassis.com.ar/;
  • Cheddar: Av Bustillo Km 17,9;
  • Design Restó: Avda. Bustillo 2,500 Telefones: (+54 2944) 457000 (+54 2944) 457000, site: http://www.designsuites.com/;
  • Días de Zapata: Morales 362 Telefones: (+54 2944) 423128 (+54 2944) 423128, site: http://www.diasdezapata.com.ar/;
  • Dicomo: Av Bustillo 868;
  • El Vegetariano: 20 de Febrero 730;
  • Família Weiss: Vice Alte O´Connor 404 esq. Palácios Telefones: (+54 2944) 435789 (+54 2944) 435789, site: http://www.ahumaderoweiss.com/v
  • Fundo Colonia Suiza: Colonia SuizaTelefones: (+54 2944) 448619 (+54 2944) 448619, site: http://www.fundocoloniasuiza.com.ar ;
  • IL Gabbiano: Av Bustillo, km 24,3;
  • Kandahar: 20 de Febrero 698;
  • La Alpina: Moreno 98 ;
  • La Marmite: Mitre 329;
  • Los Cesares: Av Bustillo, km 25;
  • Luna de Oriente: Avda. de los Pioneros Km. 3.9 y Boock, telefones: (+54 2944) 442574 (+54 2944) 442574 Site: http://www.lunadeoriente.com/v
  • Naan: Campichuelo 568;
  • Tarquino: 24 de Septiembre y Saavedra;
  • Yuco: Av Bustillo, km 23,5;

Sorveteria

  • Abuela Goye: Quaglia 221;
  • Jauja: Moreno 18 / Palacios 156 / Shopping Patagonia Telefones: (+54 2944) 437888 (+54 294) 437888, site: http://www.heladosjauja.com;
  • Mamuschka: Mitre esquina RolandoTelefones: (+56 2944) 423294 Site: http://www.mamuschka.com/;

Diversão

  • Circuito Chico: Este é um dos passeios mais tradicionais e o trajeto todo é de 65 km. Um dos pontos de maior beleza é a subida de teleférico ao Cerro Campanario. Do alto de seus 1.050 metros tem-se uma visão fabulosa dos lagos e das montanhas que circundam a cidade. A Colonia Suiza é outro ponto muito interessante: trata-se de uma comunidade agrícola iniciada pelos imigrantes que abriu suas portas para o turismo. O acesso ao local não é asfaltado mas compensador. Durante o almoço você irá saborear pratos preparados com produtos elaborados pelas famílias locais;
  • Circuito Grande: Os 240 km do Circuito Grande levam-nos a lugares encantados como o da foto, onde a presença de turistas não é tão grande como em Bariloche. Villa La Angostura e Villa Traful são duas boas opções de hospedagem, ambas localizadas nas margens de lagos. Algumas “cabañas”, como estas, oferecem a vantagem extra de uma praia própria, fundamental para quem quer distância do agito. A cidade de San Martín de Los Andes é outra opção distante 200 km de Bariloche. Estes e outros passeios constam dos folhetos distribuídos nos postos de atendimento ao turista, que diga-se de passagem, são muito bem estruturados na Argentina;
  • Piedras Blancas: Passeio de meio dia ao centro recreativo de inverno Piedras Blancas, localizado a 3km de Bariloche, a 1000 metros de altitude. É o lugar ideal para se desfrutar de descidas em pistas de trineos (“esquibunda”) e esquis, curtindo a magia da neve e as delícias de um refúgio na montanha;
  • Passeio 4X4: asseio de meio dia a Cerro Lopez, importante maciço de 2100 metros. Vamos desafiar a natureza com veículos 4x4 altamente equipados, saindo de Bariloche;
  • Sulcando os caminhos de montanha e bosques nativos, chegaremos quase até o Refúgio de Cerro Lopez, alcançando pontos panorâmicos de singular beleza, superando um desnível de 1000 metros de altura. Desfrutaremos desta experiência única junto a outros companheiros.
  • Neviska: Pistas de patinação em um ginásio em frente ao lago. Oferece aulas de patinação no gelo para todas as idades e níveis;
  • Teleférico Cerro Otto: A apenas 5 km do centro cívico da cidade de Bariloche, sobre uma bela estrada pavimentada cercada por densos bosques de pinheiros, se ergue o complexo Teleférico Cerro Otto. Localizado em um bonito parque de 25.000 m², onde gôndolas panorâmicas, (tipo bondinhos do Pão de Açucar) totalmente fechadas nos levam a apreciar a magnífica paisagem protegidos da chuva, vento ou neve. Lá em cima está a única confeitaria giratória da América do Sul, com uma velocidade de giro variável entre 20 e 40 minutos, bem devagarinho. Há um pequeno museu e uma discoteca bem animada. Divirta-se na pista de trenós, escalada, Trecking, Mountain Bike, para diferentes épocas do ano. Curta a vista, aproveite para tomar chocolate quente e saborear um brownie (bolo de chocolate coberto com doce de leite e marshmellow!);
  • Cerro Campanário: Teleférico, só que de cadeirinhas. Aos pares vamos subindo ao cerro de 1.050 m. Lá de cima a vista é maravilhosa, considerada a mais bonita de Bariloche! Há indicações com os nomes dos lagos, e é possível até avistar a divisa com o Chile. Emocionante demais!!.. Um pouco abaixo há uma casa de chá com mil coisas gostosas! Experimente "Cubanito" , que são rolinhos de waffer (tipo bijou), recheados de doce-de-leite, com tampinha de chocolate. Comemore com um belo chocolate quente sua estadia num lugar tão lindo! Menores de 12 anos grátis;
  • Parque Nacional Los Arrayanes: Entrada a partir Villa La Angostura (70 Km de Bariloche), que é uma cidade pequena, charmosa, cheia de lojinhas e restaurantes. De lá saem os barcos aquecidos e confortáveis, ao som de ópera, com destino ao famoso bosque. O Bosque de Arrayanes se tornou famoso onde Walt Disney se inspirou para fazer o filme "Bambi"! Único no mundo e com exemplares centenarios, declarado monumento natural mundial. É das coisa mais lindas suas árvores da cor de canela, impressionante! Dá-se uma volta à pé pelo bosque, passando por uma casinha de chá, que parece de desenho;
  • Parque Nacional Nahuel Huapi: Com cerca de 705.000 hectares, ele contém a cidade de Bariloche e várias outras. Foi criado em 1934 como o primeiro parque nacional da Argentina, abraçando paisagens monumentais como lagos, rios, cachoeiras, vales, geleiras, montanhas e picos nevados. Estão dentro do parque algumas das principais atrações turísticas da região: o Lago Nahuel Huapi e os "cerros" Otto, Campanário e Tronador;
  • Parque Nacional Los Arrayanes: Ao norte de Bariloche, abriga árvores raras, algumas com três séculos de vida, também chamadas árvores de Myrtus, da família das mirtáceas, que florescem brancas no verão. Há passeios de barco nos lagos e também trilhas para caminhada ou passeios de bicicleta. Entrada a partir de Villa la Angostura; mais informações em www.bosquelosarrayanes.com.ar;
  • Parque Municipal Llao Llao: Está ao final da avenida Bustillo, cerca de 25 km distante do centro da cidade. Não bastasse a beleza da vegetação intocada, visitá-lo permite se aproximar do luxuoso resort Llao Llao, aberto em 1937, e, desde o seu salão de chá, ao final da tarde, ter a visão espetacular do Cerro Tronador e do lago Nanhuel Huapi;
  • Ilha Victoria: Partindo do Porto San Carlos ( Ao lado do Hotel Lao Lao) numa travessia de 30 minutos de navegação pelo Lago Nahuel Huapi chega-se a Porto Anchorena na Ilha Victoria. Depois de uma excursão a pé percorrendo o exviveiro de coníferas, pode-se subir em cadeirinha ao cume do Morro Bella Vista a 900 mts. de altura. É um passeio bem mais demorado;
  • Cerro Tronador e Cascada de los Alerces: A 90 Km de São Carlos de Bariloche, o Cerro Tronador é o ponto mais alto da região com 3554 metros. Os tres picos do Tronador são: Argentino (3.410 m.), Internacional (3.554 m.) e o Chileno (3.430 m.) cujos montanhistas costumam subir no verão Para chegar lá, parte-se da calle Onelli que conduz a RN 258. Bordeando o lago Gutiérrez e atravessando os rios Pilmayén e Melagarejo, encontrará poucos kilometros adiante o lago Mascardi. Costeando o lago encontra-se a direita a RN 254 e o caminho Tronador. Deve-se tomá-lo atravessando a ponte sobre o Rio Manso, margeando novamente o Lago Mascardi, na costa oeste. Passa-se em frente ao Cerro Los Emparedados e prossegue margeando o Rio Manso Superior até chegar à Pampa Linda. Depois se atravessa parte do Vale dos Vuriloches e finalmente, passando por um bosque, chega-se ao Ventisquero Negro. O passeio culmina um pouco mais adiante, ao pé do Cerro Tronador. Deste ponto, caminhando, pode-se chegar à mesma linha da geleira. Os três picos do Tronador são: Argentino (3.410m), Internacional (3.554) e Chileno (3.430), escalado por montanhistas durante o verão Em vez de cruzar a ponte sobre o Rio Manso, continua-se no caminho pela margem do Lago Los Moscos e o Rio Manso; mais adiante está o Lago Hess e depois cruza-se o Rio Roca, finalizando a rota junto à cascata Los Alerces. Continuando a pé pelos 300m restantes se tem acesso ao mirante da cascata, do qual é possível ver a furiosa precipitação entre as rochas. A volta é feita pelo mesmo caminho.;
  • Cerro Catedral: Com 70 km de pistas na neve para todos os níveis de esquiadores, e aulas para iniciantes de todas as idades, o complexo de esporte e lazer (www.catedralaltapatagonia.com) integra o seleto grupo dos Leading Mountain Resorts of the World. A infra-estrutura de apoio inclui aluguel de equipamentos, postos médicos, creche e dezenas de bares, paradouros e restaurantes na montanha. Mesmo quem não pretende esquiar a 2.000 metros de altitude se diverte com os teleféricos, passeios de trenó, de moto ou em caminhadas com calçados esquisitos, tipo raquete para os pés. A temporada nobre vai de junho a setembro;
  • Cerro Otto: Também possui pistas para esqui e brincadeiras no gelo, como o esquibunda, além de um providencial restaurante giratório no topo. Tel: 54 (2944) 441031;
  • Esportes

    De outubro a abril, nas temperaturas mais amenas, o cardápio das atividades físicas se mostra tão variado quanto o de vinhos, carnes e defumados argentinos: tem trekking, windsurfe, patinação no gelo em shopping, rafting, canoagem, trilhas de bicicleta na montanha, rapel, escaladas, cavalgadas, pescaria e até parapente.

    Além das trilhas leves em parques, um bom programa para famílias com crianças é o rafting no rio Manso, no verão. A operadora Huala (Tel: 54 2944 522438) oferece rafting e também vários percursos de bicicleta. Tronador (Tel: 54 2944 425644) faz trilhas e expedições rumo ao Chile, e Del Lago Turismo (Tel: 54 (2944) 430056) inclui cavalos e caiaques entre os apetrechos de lazer. Mais detalhes sobre distâncias, pontos de trekkings e escaladas, permitidas de dezembro a abril, no Club Andino Bariloche (www.clubandino.org. Tel: 54 2944 422266).

    Passeios de barco

    Saindo de Puerto Pañelo, há excursões de um turno ou dia inteiro pelo Lago Nahuel Huapi rumo a destinos como Isla Victoria e Bosque de Arrayanes (o das árvores de Myrtus, com troncos amarelos retorcidos), ou Puerto Blest, com visitas à Cascada los Cantaros e Lago Frias, caminhando por florestas tropicais.

    À noite

    As noites em Bariloche trazem o charme e o romatismo, das noites iluminadas por velas, lareiras ou luar, podem ser curtidas em cassinos, bares e danceterias, o ponto da moçada é no New Port, onde fica a maior concentração de bares. A maioria das danceterias fica na J.M. de Rosas.

    • Rocket: Balada da moçada. Fica J.M. de Rosas, 242 (fone 23-257);
    • Babel: Discoteca com vários ritmos. Fica na Pagano, 277 (fone 26-181);
    • Grisu: Discoteca para jovens. Centro;
    • Cerebro: Discoteca para teenagers. Centro;
    • By Pass: Discoteca, para adolescentes. Centro;
    • Casino Nuevo: Para passar a noite jogando. Fica na España, 407 (fone 27-468);
    • Cassino Worrest: Fecha das 5h às 10h da manhã;
    • Friends: Na avenida principal, Mitre 302, fica aberto 24 horas. O cardápio variado e a decoração de relíquias penduradas fazem valer a visita. Sair caminhando dali de madrugada, com vento e temperatura negativa, requer coragem, além de luvas, cachecol, gorro e protetor labial;
    • Cassino Panamericano: Neste hotel cinco estrelas, a jogatina em mesas e máquinas vai diariamente até as 4h e, aos sábados, até as 5h. Com shows a partir das 22h30. Mais informações em www.panamericanobariloche.com;

    Mantenha contat

    • Prefeitura: 42-2412 e 42-5416
    • Defesa Civil: 103
    • Secretaria do Turismo: 42-6784 e 42-9850
    • Hospital: 107
    • Trem: 43-1777
    • Rodoviária: 43-2860
    • Aeroporto: 5411 5480 6111 (Aeroporto Internacional de Ezeiza Ministro Pistarini), 5411 5480-3204 (Aeroparque Jorge Newberry) e 426-162 (Aeroporto de San Carlos de Bariloche)


    Tags:

    bariloche, argentina, america do sul,




    Projeto desenvolvido em 2011. A Salvatur Viagens e Turismo não se responsabiliza por eventuais mudanças de endereços, telefones e demais informações fornecidas e citadas neste Travel Tips. Copyright 2011 - Salvatur Viagens e Turismo ltda.Reservados todos os direitos desta obra. Publicado sob licença da Salvatur Viagens e Turismo. Proibida toda e qualquer reprodução desta obra por qualquer meio ou forma, seja eletrônica, seja fotocópia, gravação ou qualquer meio de reprodução, sem permissão expressa da Salvatur Viagens e Turismo.
    Fechar [X]

    Telefones e Endereços

    Salvador: Av. ACM 4362 (Terminal Rodoviário) - Pituba, CEP: 41110-970
    Tel: (71) 2626-1257
    Corporativo: (71) 2626-1257
    Agências: (71) 2626-1256

    Outras lojas...


    Afiliações: